23, 24 e 25/11 - I Jornada de estudos: São Paulo colonial em perspectiva

03/11/2021

I JORNADA DE ESTUDOS: SÃO PAULO COLONIAL EM PERSPECTIVA
MODALIDADE VIRTUAL
23 A 25 DE NOVEMBRO DE 2021

A I Jornada de Estudos “São Paulo colonial em perspectiva” reúne pesquisadoras e pesquisadores dedicados a investigações sobre as antigas capitanias de São Paulo e de São Vicente. As renovações historiográficas – marcadas pelo pluralismo teórico, temático e regional – têm produzido um conjunto de novas leituras, mobilizado acervos documentais antes inexplorados, além da criação de agendas de pesquisa que ampliaram o campo da história.

O enraizamento da pós-graduação nas últimas décadas – ora em crise em função do governo que se abateu sobre o país – tem fomentado um leque extraordinário de pesquisas. A hiper especialização, no entanto, não raro atomizou pesquisadores em seus pequenos círculos, que se retroalimentam e se reproduzem, dificultando o debate mais amplo sobre um tempo, o período colonial.

Sem renunciar à verticalização que estudos especializados garantem, a proposta desse encontro é que pesquisadores de diferentes temáticas e agendas possam tomar conhecimento de investigações dedicadas a problemáticas distintas, com horizontes teóricos variados. Sob essa perspectiva, a jornada busca apresentar trabalhos com uma matriz temática ampliada, envolvendo campos de pesquisa como a História Indígena; Gênero e História; Cultura Escrita; Família e Domesticidade; Cultura Material e Arqueologia; Negros livres e escravizados; Religiosidades; Cartografia, Fronteiras e Território; Política e negócios.

O esforço de pensar o que já se chamou de "paulistânia" sob o signo do pluralismo busca superar a herança nacionalista (e seu correlato, o regionalismo, muitas vezes estreito e provinciano), em benefício de uma leitura de São Paulo colonial que integre a compreensão desse espaço no âmbito mais amplo dos Impérios português e espanhol, em seus contatos com a África e Europa moderna, dentro (ou fora) das monarquias ibéricas e católicas.

Que essa jornada anime as pesquisadoras e pesquisadores a continuarem a escrever a história de São Paulo, a trocarem experiência e conhecimentos, e oxalá atinja públicos mais amplos, derrubando muros.

Organizadores:
Alberto Luiz Schneider (PUC/SP)
José Carlos Vilardaga (UNIFESP)
Maria Aparecida de Menezes Borrego (USP)

Inscrições gratuitas em: https://sites.google.com/usp.br/spcolonialemperspectiva

PROGRAMAÇÃO

23/11/2021

9h-11h - Mesa 1 - História Indígena
Coordenação: Eduardo Natalino dos Santos (USP)
Fernanda Sposito (UFPR) - Indígenas em São Paulo e mais além: alguns apontamentos
Silvana Alves de Godoy (SEEDUC-RJ) - Pelo amor de Deus e por desencargo de minha consciência. A elite paulista e seus filhos bastardos na São Paulo Colonial nos séculos XVI e XVII
Diana Magna Costa (UNIFESP) - Apontamentos sobre a presença indígena nos territórios de Boigy e Guarulhos no período colonial (1580-1640)
Gustavo Velloso (UFRJ) - Trabalho indígena e sociabilidade na colônia: a exportação paulista de concepções e práticas escravistas (séculos XVII e XVIII)

13h-15h - Mesa 2 - Gênero e História
Coordenação: Aline Antunes Zanatta (USP)
Elisa Fruhaüf Garcia (UFF) - Mulheres nativas e homens ibéricos: contatos e alianças nos anos formativos da sociedade colonial em São Paulo e Assunção – século XVI
Maria Clara Paixão de Sousa (USP) - Origens, histórico e horizontes de uma investigação em torno da escritura de mulheres e sobre mulheres na América Portuguesa
Vanessa Martins do Monte (USP) - O garimpar da escritura de mulheres e sobre mulheres no Fundo da Secretaria de Governo da Capitania de São Paulo
Rafaela Basso (UNICAMP) - Viver de quitandas em São Paulo colonial: Experiências femininas no pequeno comércio alimentício

16h-18h - Mesa 3 - Cultura Escrita
Coordenação: Ana Paula Torres Megiani (USP)
Phablo Roberto Marchis Fachin (USP) - “ Para que se saiba o que nela se mandou obrar: o papel da escrita no governo de Rodrigo César de Menezes (1721-1728)”
Jean Gomes de Souza (USP) - Afonso d'Escragnolle Taunay e a edição de textos sobre o passado colonial paulista: o caso das "Notícias Práticas
Igor Alexandre Silva Cassemiro (USP) - A vida social do Divertimento Admirável: escrita e materialidade de um relato setecentista ao longo dos séculos (XVIII-XXI)
Maria Aparecida de Menezes Borrego (USP) - A Recopilação de Notícias da Capitania de S. Paulo, entre manuscritos e impressos

18h30-19h30 - Palestra - ARQUIVOS
Coordenação: Jaime Rodrigues (UNIFESP)
Thiago Lima Nicodemo (UNICAMP e APESP) - Preservação digital de documentação colonial: notas sobre o Projeto Resgate e os Maços de População
Jair Mongelli (ACM/SP) - São Paulo colonial: Fontes do Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo


24/11/2021

9h-11h - Mesa 4 - Família e Domesticidade
Coordenação: Leila Mezan Algranti (UNICAMP)

Carlos de Almeida Prado Bacellar (USP) - Famílias da elite ituana e suas estratégias de reprodução social
Luiz Pedro Dario Filho (UFF) - Autoafirmação local e a disputa pelas narrativas: Brasão de armas e justificação de nobreza na São Paulo setecentista (1748-1765)
Ana Silvia Volpi Scott (UNICAMP) - Família e domicílio em dois núcleos urbanos: São Paulo e Porto Alegre no último quartel dos anos setecentos
Milena Fernandes Maranho (CEUNSP e UNIANCHIETA) - A influência da vida cotidiana nos partidos arquitetônicos de edificações urbanas e rurais em São Paulo colonial

13h-15h - Mesa 5 - Cultura Material e Arqueologia
Coordenação: Anicleide Zequini (USP)
Paulo Eduardo Zanettini (Zanettini Arqueologia) - São Paulo sob a perspectiva da Arqueologia da Globalização
Rogério Ricciluca Matiello Felix (USP) - O trabalho com madeira em São Paulo em uma perspectiva de longa duração
Rodrigo Silva (USP) - São Paulo, paisagem e espaço urbano: indicações a respeito das permanências na longa duração
Francisco Silva Noelli (ULisboa) e Marianne Sallum (USP e ULisboa) - Por uma versão interdisciplinar da história colonial de São Paulo: a persistência das comunidades agroflorestais - do século 16 ao presente

16h-18h - Mesa 6 - Negros livres e escravizados
Coordenação: Aldair Carlos Rodrigues (UNICAMP)
Luiz Gustavo Reis (UNIFESP) - Escravidão em São Paulo colonial: reflexões sobre a trajetória e a memória de Joaquim Pinto de Oliveira, o Tebas
Felipe Garcia de Oliveira (UNL) - Escravos, administrados, libertos e a luta pela liberdade na justiça da São Paulo setecentista
Fabiana Schleumer (UNIFESP) - Cativos e Libertos em Cotia colonial
Vinicius Assis (USP) - “Se meus filhos permanecerem em cativeiro": escravizados e libertos em São Paulo colonial (séculos XVIII-XIX)

18h30-19h30 - Palestra - HISTORIOGRAFIA
Coordenação: André Figueiredo Rodrigues (UNESP - Assis)
Danilo José Zioni Ferretti (UFSJ) - Alfredo Ellis Jr.: o passado colonial como explicação da exceção paulista
Karina Anhezini (UNESP - Franca) - A São Paulo Colonial de Afonso Taunay em perspectiva

25/11/2021

9h-11h - Mesa 7 - Religiosidades
Coordenação: Fernando Torres Londoño (PUC-SP)

Maria da Glória Porto Kok (Escola da Cidade) - As capelas das propriedades rurais do Médio Tietê: cultura material, indígenas "encapelados" e redes de poder
Camila Corrêa e Silva de Freitas (UFCG) - A construção da santidade do padre José de Anchieta no início do século XVII
Juliana de Mello Moraes (FURB) - As vivências religiosas em São Paulo a partir da formação do acervo da Ordem Terceira franciscana no século XVIII
Walter Mesquita Barroso (PUC/SP) - A violência na colônia: os crimes de sacrilégio no Bispado de São Paulo: 1745-1800

13h-15h - Mesa 8 - Cartografia, Fronteiras e Território
Coordenação: Beatriz Piccolotto Siqueira Bueno (USP)

Fernando Victor Aguiar Ribeiro (USP) - O forasteiro na construção da ideia de fronteira na capitania de São Vicente (século XVII)
José Rogério Beier (USP) - Um ensaio de integração pelos sertões: cartografia do sistema de comunicações interiores de São Paulo (1730-1770)
Denise Aparecida Soares de Moura (UNESP - Franca) - Produção do espaço colonial, projeção de Impérios e memórias de governadores: o mapa do rio de D. Luis (século XVIII)
Jorge Pimentel Cintra (USP) - A Calçada do Lorena na economia do açúcar

16h-18h - Mesa 9 - Política e negócios
Coordenação: Bruno Aidar (UNIFAL/MG)

José Carlos Vilardaga (UNIFESP) - O morador, o estante e o proibido: flamengos em São Paulo no contexto da Monarquia Hispânica (1580-1640)
Pablo Oller Mont Serrath (UNESP - Marília) - As dívidas dos senhores de engenho na capitania de São Paulo
Renato de Mattos (UFF) - Entre o Douro e o porto de Santos: São Paulo nas redes do comércio Atlântico (1765-1821)
Ana Paula Médicci (UFBA) - Política e negócios na São Paulo Colonial: os contratos das rendas reais e a política de mercês imperial

18h30-19h30 - Palestra - MEMÓRIA
Coordenação: José Carlos Vilardaga (UNIFESP)
Paulo César Garcez Marins (USP) - Bandeirantes em bronze e mármore: sobre rostos e hierarquias raciais
Alberto Luiz Schneider (PUC/SP) - Um leitura do século XVII e fins do século XVIII: Frei Gaspar da Madre de Deus e Pedro Taques em defesa dos antigos sertanistas da capitania de São Paulo

MAIS EVENTOS



Entre em contato conosco pelo e-mail: abphe1@gmail.com